segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Pipoca no tacho

Estive no aeroporto este final de semana. Fui recepcionar o carinho que nos chegava dentro de uma caixa. E quase não cabia lá!
Vou voltar ao aeroporto em breve.
Não será para viajar nem para recepcionar.
Será por um misto de curiosidade, espanto, vontade.
Olhem só:


É a fachada de uma loja que será inaugurada.
Não sei se através da foto é possível dimensionar o tamanho da loja. Estando ali, frente a ela, posso afirmar: é grande.
Começa aí o meu espanto.
Pipoca para mim é aquela do pipoqueiro, aquele mesmo que eu fiz carta e todo o mundo tem uma história boa com seu pipoqueiro.
A panelinha do pipoqueiro é pequena, a de casa também; mesmo no cinema, a máquina que faz as pipocas é pequena comparando com o tamanho da loja, microondas também. Então esse tamanho grandioso da loja aguçou até as lombrigas que eu espero não ter.
Talvez a explicação seja que as tais pipocas sejam feitas em tachos de cobre.
Tachos são grandes, logo o tamanho da loja ser compatível com tachos.
( Será que as pipocas não pulam para fora do tacho? )




Tudo o que sei, por enquanto, é que aqui no Brasil, a primeira loja da América Latina, teremos o sabor castanha do pará.
Bom agora é esperar inaugurar e torcer para o preço não ser do tamanho da loja!
Alguém já comeu delas lá no estrangeiro? Conta aí!

Site oficial aqui.

9 comentários:

Pandora disse...

Sou alérgica a milho, apesar de não ser alérgica a ponto de suportar uma pequena quantidade de pipoca ou salgadinho [em pequena quantidade fico só com a gengiva inchada e umas aftas depois] sabe que essas pipocas não me tentaram eu ainda prefiro provar aquela do pipoqueiro mesmo, assim que sai, ainda quente, com manteiga e sal, por mais que eu saiba o que vai acontecer depois o prazer compensa.

Tina Bau Couto disse...

Nunca vi, nem comi, nem ouvi falar
Não querendo azedar a pipoca alheia, nem atentar contra a fama da tal pipocaria espaçosa, mas isso de biscoito sabor pizza, pizza sabor brigadeiro, castanha sabor churrasco, pipoca sabor castanha não é para mim.
Em se tratando pontualmente de pipocas, as do cinema para mim tem sabor de isopor e preço que salgam além da conta, além de não ter as opções de manteiga derretida, coco ralado ou queijo parmesão, nem meia doce com leite condensado.
Sem falar que a quantidade da pipoca do cinema já me enche de ver e em romantiquês gosto de pipoqueiros velhinhos, dos carrinhos, saquinhos, aroma, sabor.
Tipo circo, prefiro os mambembes ao de Solei.

Trícia disse...

AMO pipoca! Taí...nunca ouvi falar dessa pipoca modernete ai não! Fiquei curiosa tb! Depois conta pra gente tá?

manofernandes disse...

Ana Paula, não posso comentar porque não seria fiel ao pipoqueiro de Taubaté, rs...rs.
Beijo,
Manoel

Amara Mourige disse...

Pipoca é muito bom!Tem um pipoqueiro,o Sebastião que vende à 35 anos uma pipoca deliciosa aqui no bairro! Fiquei curiosa para conhecer a tal pipoca Garrett!
Beijos
Amara

✿ chica disse...

Não comi,nem conheço. Parecem apetitosas, mas podes ter certeza: O preço não será pequeno. Não vês as pipocas =dos cinemas? A aparência é linda e a de castanha deve ser boa! bjs, lindo dia! chica

Moro em um Kinder Ovo disse...

Já comi mas não tem nada a ver com a pipoca da esquina. É feita para durar muito tempo (com conservantes) mas é lindamente embalada. Para valer o que custa tem o rótulo de gourmet mas como eu prefiro a baixa gastronomia tô indo ali na esquina comprar a minha.

Patricia Galis disse...

Hummm pena que é longe da minha casa não conhecia tudo isso afff....vou ver o site.

JAN disse...

Oi Ana Paula!
Embora um pacotinho de pipoca tenha sido meu 'jantar' durante a faculdade, faz muuuuuito tempo que não sou fiel a nenhum pipoqueiro e posso dizer que fiquei curiosa e as lombrigas se alvoroçaram ;-)

Abração
Jan