quinta-feira, 6 de junho de 2013

Um, dois, três, gravando.

Logo cedinho meu filho adentra a cozinha. Estou lavando louça e ele fica parado na minha frente, branco feito papel.
 - O que foi Bernardo?
 - Mãe tem um guarda bem no nosso portão.

Perguntei se o guarda perguntou alguma coisa e ele disse que não. Apenas ficou olhando quando o meu filho chutou a bola na velocidade chamada de "bomba" e a mesma explooodiuuuu no portão. Quando ele foi buscar a bola, o guarda olhou para ele.
Nem pensem que eu assustava a criança com histórias de guardas que pegam, prendem. Nem precisou, viu?!

Já estava na nossa hora e saímos os três: mãe, filho e cachorro.
Lá estava o guarda no nosso portão e um pouco abaixo, vários cones interditando a rua.

"Bom dia, bom dia e o que está acontecendo?"- já fui logo me enfronhando do assunto.
"Vão gravar um comercial."

Como assim? Gravar um comercial na minha rua bem na hora em que eu tenho que sair?

Espichei o pescoço e o olho e vi: uma brasília cor creme com o porta malas ( será que é isto? ) aberto, um guarda sol também aberto sombreando um monte de caixinhas de doces e toda a parafernália de câmeras, microfones, aquilo que não sei o nome para rebater a luz.


Tinha que dar tempo. Andei o mais rápido que conseguia, contrariando o cachorro que insistia em cheirar todos os postes e ainda erguer sua pata traseira mesmo não saindo mais uma gota sequer.

Não deu tempo. Quando voltei já estavam fechando o guarda sol e cobrindo as caixas de doces.
Que vontade senti de perguntar para o guarda se tinha lá na brasília aquele doce de abóbora em forma de coração. Este:


Não tive coragem. É que na minha infância, os mais velhos punham medo na gente falando dos guardas, do homem do saco, etc.
Bem, se alguém vir por aí alguma propaganda com o tal carro, avisa por favor. Ah! E dá uma espiada se tinha mesmo doce de abóbora em forma de coração. Obrigada!

25 comentários:

✿ chica disse...

Bernardo ficou preocupado...
E esse doce tá bonito. Bom te ler e imaginar toda a cena. Vou cuidar! Se aparecer, te falo,rs beijos,chica

JAN disse...

E o Bernardo conheceu um guarda bem de pertinho ;-)
Doce de abóbora em forma de coração é tudo de bom, né Ana Paula?

Abração
Jan

Patrícia Pinna disse...

Boa noite, Ana Paula. No mínimo diferente! Achei interessante toda a construção e fiquei a imaginar tudinho!
Acredito que não tinha mais o doce, mas eu gosto dele com muito coco e canela e cravo.
Beijos e tudo de bom!
Beijos na alma e paz!

Suzy Rhoden disse...

Ana Paula,

Amoooo esse docinho aí, passei minha terceira gestação inteira comendo coisas com abóbora! Se a brasília do comercial aparecer aqui na minha rua, vou correndo perguntar, pode deixar! rsrsrsrs

Beijos.

Patricia disse...

Por pouco apareceu na televisão?
Que chique!!!
bjs

Pepi,Xixo,Juja,Jujuba disse...

Pode deixar que te aviso...rs
E este docinho é delicinha...huuummm
Beijinhos afetuosos para tí, Ana Paula
Com carinho de
Verena e Bichinhos

Ivani disse...

Oi Ana, primeiro deixo aqui registrado que adoro esse docinho em forma de coração. O de abóbora e o de batata doce. Amo!
Vou reparar nos comerciais, qualquer novidade eu te conto!
Mas deve ser bem interessante isso de estarem gravando na rua da gente. Pelo menos dá uma mudada na rotina. Até o cachorro percebeu as mudanças kkkkkk
Quanto aos guardas eu tenho medo deles até hoje, mas tenho meus motivos. Voce não vê TV?
Beijos.

Alê Lemos disse...

Teve um dia que fui no amarelinho (um restaurandte famoso por aki, mas cuja comida é uma droga) e me deparei com 3 mulheres se estapeando na mesa e discutindo. Tinha uns caras filmando. Parecia um outro munod pra mim rsss

Beth/Lilás disse...

Oi, Ana Paula!
É que hoje em dia, até os guardas metem medo na gente, o filhote tinha razão de entrar em casa assim esbaforido. hehe
Menina, como eu gosto desse docinho!
Também sou do tempo que se curtia um doce simples e delicioso como este.
beijinhos cariocas


Moro em um Kinder Ovo disse...

Não precisavam de figurantes para esta cena?? Um menino, um cachorro e uma mulher que com imaginação são sempre indispensáveis.

Das coisas que vejo e gosto. disse...

Oi Ana!

Eu morria demudo do "papa figo" e do homem que em tudo se transformava...

O que teria em comum doce e uma brasilia antiga? Curiosa fiquei : )

Beijos

Selma

Tina Bau Couto disse...

Nunca vi nem ouvi falar desses docinhos
Doce de abóbora com coco, mamão verde, só comia tipo compota
Docinhos assim, só os açucarados de banana e goiabada, em forma de bolotas mesmo

Qto aos guardas nunca tive medos, acho na verdade que nunca tive medo de nada eu é que causava medo aos outros...rsrsrsrsrs

Tina Bau Couto disse...

Em forma de tabletinhos tb lembrei depois ter a goiabada e bananada, mas de abóbora nada :)

Fiquei aqui pensando que acontece é coisa nessa sua rua, ou será que acontece na de todo mundo, só que a diferença é uma moradora escritora?

Beijos e desejo de um bom fds pra vc e tds ai

Anne Lieri disse...

Oi Ana Paula!Que divertido deve ter sido ver um comercial gravado em frente de casa.Muito legal sua história!bjs,

Rovênia disse...

Que coisa boa! Acontece de tudo um pouco nessa rua! Adorei a crônica! Beijos e ótimo fim de semana! E espero que o filhote já tenha se recuperado do susto!

Flor de Liz disse...

Ai gente, me divirto com estes teus textos "família"!
Vou ficar de olho nas propagandas com brasílias. hahaha
Tava com saudades de passar no seu blog, mas ta tudo tão complicadinho por aqui Ana... Tem virado quase span meu dizer isso, mas é a mais pura verdade! Não troco mais o seu blog da lista de favoritos! rs
Beijinhos

http://oiflordeliz.blogspot.com.br

Ana Bailune disse...

Bom dia! Vim pela Anne Lieri. Adorei a entrevista, e vim conhecer seu blog. parabéns pelo lindo espaço! Ah... também adoro este doce!

Anne Lieri disse...

Oi Ana Paula!Hoje só passei pra deixar o link da sua entrevista.Espero que goste da edição.bjs,

http://recantodosautores.blogspot.com.br/2013/06/recanto-entrevista-ana-paula-amaral.html

A BETI disse...

Amei!
Sabe que tentei fazer esses docinhos essa semana, pois colhi umas aboboras aqui no quintal de casa, mas não deu certo, final da historia virou tudo chímia gostosa.
Bjsssssssssssssssssssssss

Flávia Brito disse...

Menina, esta tua rua é super animada heim... kkkk, todo dia tem uma novidade. Já descobriu quem rabiscou lá sua calçada?? kkkkk Bjs!

Raphael Martins disse...

Parece uma crônica. Gostei muito. Tô seguindo seu blog, através da Dama de Cinzas. Bjs.

Etienne disse...

Adoro quando você escreve "nem pensem"... rsrs. Eu comi deste doce de abóbora! Tinha também em tom avermelhado... não sei se era beterraba ou batata doce! Uma linda semana pra você, Ana! Bjs.

Carolina Lima disse...

Além do homem do saco, de guardas também tinha medo da 'Oripa' e da 'Elvira'. Pessoas reais que conheci.

Quanto aos doces, eu gosto do de leite em pedaços e daqueles coloridinhos. Delícia, delícia!

Carol
www.umblogsimples.com

Laiz disse...

E no final vai ver sua casa de fundo na televisão!!
E esses doces? Tão cara a minha infância! Adoro os de paçoca e os de doce de leite! Delicia!!!!
Bjo bjo bjo

Karina disse...

Ana ainda não vi nenhuma propaganda com a Brasilia!!! rs

Aqui na minha cidade tem muito doce de abobora de coração, mas são tão falsos!!! Já viu doce de abóbora feito com batata? Eu já! Mas tem um lugarzinho que vende doces caseiros, não são de coração, mas é tudo de bom!!!!

Fiquei com dó do Bernardo! Também tenho medo da policia e minha mãe nunca botou medo com isso!!! (e olha que já passei cada perrengue como vítima... mesmo assim tenho medo)

Bjos